• Soneto LXII - Cláudio Manuel da Costa

    torno a ver-vos, ó montes; o destino aqui me torna a pôr nestes oiteiros; onde um tempo os abões deixei rosseiros pelo traje da corte rico, e fino. aqui estou entre almendro, entre corino, os meus fiéis, meus doces companheiros, vendo correr os míseros vaqueiros atrás de seu sado desatino. se o bem desta choupana pode tanto, que chea a ter mais preço, e mais valia, que da cidade o lisonjeiro ento; aqui desse a louca fantasia; e o que té aora se tornava em ...

    Clique aqui para continuar lendo.


Cláudio Mendonça: O concurso público ea eficiência ? O Dia Online

Rio -  Afinal para que servem os concursos públicos? Podemos responder de várias maneiras, desde a mais positivista afirmação de que se trata de cumprir o mandamento constitucional, até a argumentos que envolvem o republicanismo, à igualdade de oportunidades, o combate às indicações políticas. Todas justificativas absolutamente coerentes e merecedoras de aplauso. Ocorre que os [MAIS]